A trajetória do Festival da Canção de Andradas

Teve a sua primeira edição em 12, 13 e 14 de novembro de 1999.

1999-1

Apresentaram 32 músicas inéditas que foram selecionadas na categoria MPB. Contava com uma comissão julgadora de cinco especialistas.

Na 4ª Edição do Festival, no ano de 2002, foi Criado o prêmio de Aclamação Popular.

Em 2011 o Festival começou a parceria com a Produtora Pomar Cultural (Poços de Caldas, MG) e também obteve a aprovação da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.
Em 2013 contou com um substancial aumento na premiação e em toda a estrutura, graças a parceria entre os irmãos David e Gilmar França, da comissão organizadora, a produtora Pomar Cultural, Prefeitura Municipal e com importantes patrocinadores, Gasmig e Icasa.

No ano de 2014 e 2015, com o patrocínio exclusivo da ICASA Louça sanitária e apoio da Prefeitura Municipal houve um aumento significativo da premiação e ajuda de custo e também a contratação de shows de artistas consagrados da MPB durante a realização do evento.

Assim Andradas vence os modismos resgatando a “Era de Ouro” dos Festivais – um período no qual a boa música popular brasileira fazia jus ao nome, sendo consumida, cantada e pertencendo ao povo.
É essa força que move o Festival da Canção de Andradas e faz com que configure entre os três maiores de Minas Gerais e entre os dez maiores do país.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *